Edson Fernandes Theodoro
"Somente os fortes aprendem com a vida, os fracos...padecem antes do aprendizado"
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Semblante de uma flor

A flor murcha com as desilusões da vida
Ou pela mão do tempo
Consolando seu fim pelas mãos do poeta 
Uma mão consoladora

Não tires os espinhos da flor cheirosa
Por seus enamorados encantos
Dores que adormecem pela serena voz 
Que afronta a tormenta com seu rugido

Folha amarelada e seca
Atirada ao chão nos dias de outono
Alguem irá acolhê-la?
Para um conforto de vida ou paz intima


Terás por deveras uma alma aflita
Por vez algumas ilusões 
Caindo sua última, amarelada e seca folha
Edson Fernandes Theodoro
Enviado por Edson Fernandes Theodoro em 28/08/2016
Alterado em 29/08/2016
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Edson Fernandes Theodoro e o site www.edsonpoeta.recantodasletras.com.br). Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras
Deixe a vida! Deixe-a andar Não queiras da vida ter O que ela não possa dar Nem tu possas merecer...(Edson Fernandes)